Magalu compra startup HubSales



A Magazine Luiza anunciou a aquisição da startup HubSales, especializada em clusters, pólos de produção especializados cujas fábricas passam a vender diretamente ao consumidor final por meio de plataformas digitais. O valor da transação não foi informado pela companhia. Fundada em 2015, a startup implantou a modalidade de comércio Factory to Consumers (F2C) em Franca, um dos maiores polos calçadistas do país, localizado no interior de São Paulo. Nos clusters, a empresa promove os produtos, desenvolve a estratégia de logística, estoca e integra os portfólios em um modelo já comum em países como a China, permitindo que fábricas tenham acesso a um grande público e vendam seus produtos por um preço mais baixo. A operação da HubSales já movimenta mais de 700 mil pedidos e R$ 100 milhões anualmente. Agora os centros que a empresa criar pelo Brasil passarão a integrar o marketplace do Magalu, que já inclui as operações de lojas como Zattini, Netshoes, Estante Virtual, Época Cosméticos e outros milhares de parceiros. “Só em moda, por exemplo, temos 14 polos distribuídos pelo Brasil. Dessa forma beneficiamos todos os elos da cadeia, da indústria ao cliente final, eliminando intermediários e reduzindo custos e preços", ressalta Frederico Trajano, CEO da Magazine Luiza. Os fabricantes, por sua vez, poderão contar com serviços como o adiantamento de recebíveis do Magalu Pagamentos e logística do Magalu Entregas. Esta é a sétima empresa de tecnologia adquirida pelo Magalu nos últimos três anos. De acordo com a empresa, o portfólio é central para a estratégia chamada #TemNoMagalu, focada no aumento exponencial do número de categorias do marketplace. O aplicativo da empresa hoje é usado por 26 milhões de consumidores. Em 2019, a Magazine Luiza reportou lucro líquido de R$ 921,8 milhões, um crescimento de 54,3% em comparação com o ano anterior.

Akurat Consultoria Empresarial
Rua Dr. Cesar, 1161 - Conj. 505
Santana- São Paulo - SP

mail: akurat@akurat.com​.br