Entalpia, dona da Unicoba, protocola registro para abertura de capital na CVM



A Entalpia Participações S.A., dona do grupo Unicoba, protocolou nesta quinta-feira (18) na Comissão de Valores Mobiliárias (CVM) um prospecto preliminar de sua oferta pública inicial (IPO) de ações, que será feita de forma primária e secundária.


Segundo o documento, a estreia será liderada pelo Bradesco BBI, acompanhado do Bank of America, do Morgan Stanley e da XP Investimentos. As ações da Entalpia/Unicoba devem ser listadas no Novo Mercado da B3 (B3SA3) e as instituições financeiras farão esforços para achar investidores qualificados fora do Brasil.


A quantidade inicial de ações ainda não foi anunciada, mas o documento deixa em aberto a possibilidade dos acionistas vendedores acrescentarem em até 20% do número inicial, em um lote adicional, e a companhia podendo aumentar a primeira oferta em até 15%, em um lote suplementar.


A Entalpia tem entre seus principais acionistas Eduardo Kim Park, com 33,30% de participação, Young Moo Park, com 28,89% e o Fundo GEF, com 19,5%. Fundo Confrapar e Fundo Performa possuem ainda, respectivamente, 7,86% e 5,67%.


A oferta da Entalpia será disponibilizada tanto para investidores institucionais, no limite de até 20% de participação, quanto para o segmento private e de varejo.


A destinação dos recursos levantados em oferta primária será para :

  • 31,3% redução da alavancagem financeira

  • 26% investimento em expansão orgânica

  • 42,7% em potenciais aquisições estratégicas

A Entalpia tem uma dívida líquida de cerca de R$ 178 milhões, registrada no último dia de dezembro de 2020. Na mesma data, o patrimônio líquido da companhia era de R$ 12,174 milhões e a capitalização de 273,8 milhões. O capital social da empresa é de R$ 58,1 milhões.

Sobre a Entalpia

A Entalpia tem sede na cidade de São Paulo, mas possui filias em Extrema, em Minas Gerais, Manaus, no Amazonas, em Seul, na Coréia do Sul e em Shenzhen, na China.

A empresa trabalha, principalmente, no ramo de fabricação de componentes eletrônicos e de equipamentos de informática, incluindo baterias, pilhas, além de soluções de armazenamento e back up de energia, bem como com equipamentos de iluminação, com foco em luzes LED.


Com 47 anos de história, a empresa é referência também na fabricação de baterias de lítio, para celulares e notebooks, e, desde 2013, vem recebendo investimentos de fundos de private equity. Além da sede, a companhia possui também uma planta em Manaus, no Amazonas.


Em 2020, a receita bruta da Entalpia foi de R$ 903,6 milhões, ante R$ 559,9 milhões em 2019. O Ebitda (lucro antes de juros, amortizações e impostos) foi de R$ 65,7 milhões, com margem de 9,09%.


Publicado em: www.suno.com.br

10 visualizações0 comentário