Descontada a variação do dólar, faturamento de TI no Brasil vai subir 12,2% em 2020



A subida do dólar impactou diretamente o setor de TI na América Latina, mas descontada a variação cambial, os números da IDC apontam crescimento do setor. De acordo com a consultoria, o faturamento da indústria de TI em 2020 deve cair 12% no Brasil se levarmos em conta o valor do dólar. No entanto, descontando a variação do câmbio, o setor pode crescer 12,2% no País ainda este ano. Para 2021, a previsão também é positiva descontando a variação, com aumento de 5%. Segundo Ricardo Villate, vice-presidente da IDC América Latina, que apresentou os números em evento online realizado pela consultoria ontem (18/11), isso acontece porque o investimento de clientes na TI caiu em dólar, mas aumentou em reais. O mesmo se viu na América Latina como um todo, que viu o setor cair 11,2% em dólar, mas sentiu um crescimento de 5,5% em moeda local. “Para 2021, esperamos um crescimento de 7,7% em moeda local (na América Latina)”, disse. O executivo diz que a pandemia de covid-19 forçou o investimento em tecnologia para lidar com o desafio do isolamento social. “A crise mostrou a limitação dos sistemas de TI e as empresas tiveram que se transformar para lidar com o trabalho remoto, por exemplo.” Ainda segundo ele, as tendências que a IDC previa para ocorrem anos à frente foram aceleradas pela pandemia. Villate ainda apontou que a economia da América Latina vai continuar em seu destino digital, com 40% do PIB da região associados à economia digital até 2022. De acordo com ele, serão mais de 500 mil novos empregos em TI na região até 2023, além de um gasto no setor de US$ 460 bilhões no período, sendo que 35% desse valor será dedicado à nuvem. Publicado em: ipnews.com.br


Akurat Consultoria Empresarial
Rua Dr. Cesar, 1161 - Conj. 505
Santana- São Paulo - SP

mail: akurat@akurat.com​.br