Sindicatos se reúnem hoje para decidir proposta de aumento salarial da categoria de TI


O Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo (Sindpd) se reúne hoje (17/1) com o Seprosp, que representa as empresas de TI no Estado, para debater a campanha salarial 2020-2021. A proposta pede por aumento de 2% mais a inflação do ano anterior em todas as cláusulas econômicas, ou seja, salário e benefícios. O Sindpd optou por fazer uma campanha bianual e, por isso, caso a proposta seja aceita, já estará acertado o mesmo índice de correção no salário em 2021. Na visão do presidente do sindicato, Antonio Neto, com o fim da ultratividade – termo jurídico que prevê efeitos posteriores à uma decisão – e a intransigência do sindicato patronal em atender as pautas dos trabalhadores, uma campanha bianual daria maior segurança à classe. O sindicato dos trabalhadores também vai pleitear a manutenção de todas as cláusulas já conquistadas, como jornada de trabalho diferenciada, auxílio creche, vale-refeição e PLR garantidos em sua convenção coletiva. Também há na pauta alguns ajustes na redação alterando cláusulas que falam em “dias úteis” para “dias úteis consecutivos”. O Sindpd conta com quase 40 mil filiados, de um total de 150 mil profissionais de TI em sua base. Segundo Neto, o aumento salarial só valerá para quem contribui com o sindicato (não necessariamente precisa ser associado). “Os sócios solicitaram e aprovaram esse ponto (disponível ata da assembleia no site do Sindpd), pois entendem que não é justo quem não contribui ter os mesmos direitos de quem contribui e é filiado ao Sindpd”, diz.


Publicado em: ipnews.com.br


0 visualização
Akurat Consultoria Empresarial
Rua Dr. Cesar, 1161 - Conj. 505
Santana- São Paulo - SP

mail: akurat@akurat.com​.br