Uber Eats dá adeus ao mercado indiano após anos de prejuízo

Atualizado: Fev 10



Após semanas de negociação, o Uber confirmou a venda do seu negócio de entregas de comida na Índia. De acordo com a empresa, a Zomato deve absorver o Uber Eats em troca de uma participação de 9,99% na startup indiana. Com isso, a Zomato agora está sendo avaliada em US$ 3 bilhões após levantar uma nova rodada de investimentos com um fundo chinês. Apesar de ser uma boa notícia para a startup indiana, a saída do Uber Eats reduz a concorrência no grande mercado da índia. Isso porque agora só restaram a Zomato e a Swiggy, sendo que ambas são controladas pela gigante chinesa Tencent Holdings. De acordo com fontes que participaram das negociações, já faz um ano que o Uber Eats está à venda na Índia. Em conversa com a imprensa, o diretor financeiro do Uber, Nelson Chai, disse que a decisão de vender a operação Eats na Índia segue a mesmo caminho que a empresa trilhou na Coreia do Sul: Essa é uma demonstração do nosso compromisso de analisar com cuidado os mercados onde o Eats não tem condições de se tornar líder do segmento.

O Uber promete aos investidores que começará a ser lucrativo em 2021. Por isso, a tendência é de que a empresa se desfaça do Eats em outros países até o fim do ano.


Segundo analistas de mercado, a operação indiana deu um prejuízo de US$ 61 milhões para o Uber somente no terceiro trimestre de 2019. Essa perda milionária tem dois motivos: cupons de desconto e falhas de logística. Já Swiggy deve se consolidar na liderança do mercado indiano, mas a empresa também relatou um prejuízo de US$ 330 milhões, enquanto que a Zomato perdeu US$ 294 milhões em 2019.


Publicado em: tudocelular.com


Akurat Consultoria Empresarial
Rua Dr. Cesar, 1161 - Conj. 505
Santana- São Paulo - SP

mail: akurat@akurat.com​.br