Techedge vende fiscal da Thomson Reuters

É o segundo parceiro do novo canal da TR voltado para a base SAP.

A multinacional italiana Techedge é a segunda parceira da Thomson Reuters no Brasil para um novo software fiscal voltando para a base SAP, o Onesource Tax One.

Lançado no começo do ano, o programa de canais já anunciou a adesão da Megawork, uma parceira SAP com 250 funcionários com atuação nacional.

A Techedge está presente no Brasil desde 2010, com 160 funcionários e 75 clientes ativos, incluindo na sua divisão SAP (a empresa atua também com Oracle, principalmente EPM) nomes como ArcelorMittal, Luxottica e Lear Corporation.

São clientes multinacionais, para os quais a Techedge agrega conhecimento em implantação de soluções ERP com localização para o Brasil, o que tem muito que ver com o sistema tributário do país.

“A parceria trará mais robustez na gestão tributária de nossos clientes, tornando-os muito mais ágeis e eficientes em um país no mercado Brasil onde se gasta mais de 10x o tempo de outros países para cumprir obrigações fiscais”, resume Vitor Amendola, co-CEO da Techedge no Brasil.

Os acordos com a Techedge e Megawork mostram uma mudança importante no ecossistema de software fiscal.

Os grandes projetos de implementação de sistemas de gestão da SAP no Brasil demandam software adicional para atender às necessidades tributárias do país.

Algumas parceiras SAP desenvolveram produtos focados nessa necessidade, como a FH, recentemente adquirida pela japonesa NTT, ou a Procwork, comprada há mais de uma década pela chilena Sonda.

A atua nesse Thomson Reuters no mesmo mercado, mas até agora apenas por meio do seus próprios canais, especializados em software fiscal.


Os produtos da companhia são baseados em tecnologia da Oracle, arquirrival da SAP, o que costumava ser uma barreira para a cooperação mais aberta.

Mas agora a a Thomson tem o OneSource Tax One, um produto lançado em 2019 e desenvolvido nativamente na tecnologia do S/4 Hana, a última versão do software de gestão da SAP, para a qual a multinacional alemã não tem poupado esforços em migrar a sua base de clientes.

“A Thomson Reuters tem avançado muito rapidamente na jornada para se tornar uma empresa mais simples, integrada e rápida. Precisamos partners de impacto para que consigamos transformar excelência em resultados práticos para as empresas e para a economia do país”, comenta Luciano Idesio, vice-presidente de Vendas e Customer Success para o segmento de Corporates da Thomson Reuters no Brasil.

Talvez o próprio Idésio tenha tido um papel importante na aproximação entre SAP e Thomson Reuters.

O executivo foi contratado pela Thomson Reuters em setembro do ano passado, vindo justamente da SAP, onde era vice-presidente para de Canais para América Latina. Idésio conhece o ecossistema SAP bem. Além de ter sido VP entre 2015 e 2020, ele foi líder da área de canais para pequenas e médias empresas entre 2009 e 2010.

Mais recentemente, a Thomson Reuters contratou Neemias Costa, ex-diretor de vendas e canais da SAP, para assumir a área de canais e ecossistemas no Brasil, mais um sinal da vontade de se aproximar do mundo SAP.

A Thomson também investiu diretamente para entrar no mercado SAP, comprando no final de 2019 o software Tax4B, uma solução integrada ao Tax Declaration Framework (TDF) da SAP e pertencente à BIT4B, uma empresa do grupo Alliance.


Publicado em: www.baguete.com.br

11 visualizações0 comentário