top of page

Superintendência do Cade declara "complexa" aquisição de duas empresas de hemocentros pelo BTG


SÃO PAULO (Reuters) - A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) declarou "complexa" a aquisição das empresas de hemoterapia Vita e H.Hemo por veículos de investimentos do BTG Pactual, conforme despacho no Diário Oficial da União desta segunda-feira.


Pelo acordo, assinado em julho, o BTG vai adquirir o controle de ambas as companhias, que juntas detêm quase 30 hemocentros no país. Os valores dos negócios não foram divulgados.


A aquisição seria por meio da BTG Holding, pertencente ao grupo BTG Pactual, e de um fundo de investimentos gerido pelo banco, sendo que após a conclusão da operação, as participações do BTG Pactual nas duas empresas de hemoterapia ficariam sob uma mesma holding, a HVB.


Em nota técnica, a Superintendência-Geral (SG) do órgão antitruste brasileiro levantou preocupações quanto à concentração de operações da Vita e da H.Hemo nas cidades de Belo Horizonte (MG), Campinas (SP), Salvador (BA), Porto Alegre (RS), Caxias do Sul (RS), Joinville (SC) e Linhares (ES).


Ao declarar o negócio complexo, o Cade dá mais tempo para as partes apresentarem documentações, assim como para uma análise mais aprofundada pelo próprio órgão.


(Por André Romani)

20 visualizações0 comentário

댓글


bottom of page