top of page

Scala vai empilhar data centers


A Scala, empresa de data centers da DigitalBridge, tem um plano de investimento de US$ 3,5 bilhões para a América Latina, prevendo a construção de nada menos do que 33 centros de dados na região. Segundo revela o site Neofeed, o plano de curto prazo é construir data centers no Rio de Janeiro, Porto Alegre e Fortaleza. A expansão internacional também está nos planos, incluindo Chile, Colômbia e México. A título de comparação, a Scala conta hoje com quatro data centers em operação, localizados em São Paulo e Campinas. No começo deste mês, inaugurou o seu quinto data center e o primeiro centro de dados vertical da América Latina, com 56 metros de altura, e mais de 12 mil metros quadrados de área construída. Em termos de consumo de energia elétrica, uma métrica importante em data centers, a empresa deve saltar de 50 para 900 megawatts nos próximos anos. A Scala é oriunda da operação de data center do UOL Diveo, comprada pela DigitalBridge por algo entre US$ 300 milhões e US$ 400 milhões em 2020. O foco é diferente do que o do UOL Diveo na época. A Scala concorre com players como Odata e Ascenty, que também investem pesado. No lugar de construir estruturas para serem divididas entre diversos clientes, essas empresas fazem data centers para serem usados pelos grandes players de nuvem. Todo mundo faz segredo sobre seus clientes, mas a lista não é grande: em primeira linha AWS, Google, Oracle e Microsoft, e, no segundo time IBM e as chinesas Tencent e Alibaba, que já operam no Brasil. Hoje, 90% dos data centers são usados por esse tipo de organizações, e os 10% restantes ficam com 200 clientes oriundos da UOL Diveo, revela o NeoFeed.


Publicado em: baguete.com.br


14 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page