Pernambucanas vende 66 lojas



Depois do Grupo Pão de Açúcar, é a vez da rede de lojas Pernambucanas se desfazer de parte de seus pontos para um fundo imobiliário, num movimento de venda de ativos de varejistas a investidores que vem ganhando força neste ano. Na semana passada, o fundo CSHG Renda Urbana FII, do Credit Suisse, fechou a compra de 66 lojas da rede de moda, cama, mesa e banho por R$ 450,3 milhões. Um sinal de R$ 120 milhões já foi pago, como informou na sexta-feira o Valor Pro, serviço de informação em tempo real do Valor, com base em documento arquivado na B3. O número representa quase 17% da base de 391 lojas da rede, que continuará ocupando os imóveis vendidos. Segundo executivos de duas redes de varejo, grandes fundos têm sondado cadeias de diversos segmentos negociar a compra de lojas, no mesmo formato fechado com as Pernambucanas, chamado “sale leaseback”, em que a cadeia se desfaz da loja e passa a pagar o aluguel do ponto vendido.


“Há interesse dos fundos em lojas nos setores de construção civil, varejo de supermercados e em serviços. Mesmo que exista esse cenário de incerteza no comércio no curto prazo, o investidor está mirando portfólios de terrenos bem estabelecidos e setores resilientes do comércio”, diz um gestor com 6 mil investidores em um fundo. Além disso, “já há sinais de que o varejo pode acabar não tendo um tombo tão grande quanto se pensava lá atrás, e a locação é paga como percentual da venda das lojas”, afirma. “Isso tudo acaba atraindo mais investidores, que procuram ativos com maior retorno em tempos de juros em queda, e aumenta a busca por esses imóveis”, diz a fonte. Esse movimento já vinha sendo discutido dentro da Pernambucanas e do GPA antes mesmo da pandemia, mas foi concluído após a início da crise sanitária, que fez aumentar o alerta das empresas sobre a necessidade de reforçar o caixa no curto prazo. O GPA anunciou no começo do ano e concluiu em setembro processo de venda de ativos para um fundo da gestora TRX com intuito de reduzir níveis de endividamento. Vendeu 39 imóveis por R$ 1,18 bilhão.


Fonte: Valor econômico


Akurat Consultoria Empresarial
Rua Dr. Cesar, 1161 - Conj. 505
Santana- São Paulo - SP

mail: akurat@akurat.com​.br