Nova empresa do fundador da Folhamatic adquire empresa de tecnologia fiscal




A Qyon, nova empresa de sistemas de gestão do fundador da Folhamatic, Maurício Frizzarin, acaba de realizar a primeira compra depois do anúncio de criação da companhia. A adquirida é a Dokfile, uma companhia com 10 anos de atuação no segmento de gerenciamento de documentos fiscais. Não foi aberto o valor do negócio. A Dokfile foi fundada em 2009, ainda na primeira fase do projeto de implementação da digitalização das obrigações fiscais no Brasil, iniciada em 2005. O fundador é Renato Forti, que começou a empresa enquanto ainda estudava Engenharia de Software no prestigiado Instituto Tecnológico de Aeronáutica, o ITA. Forti, que contava com experiências breves como desenvolvedor na CPqD, Motorola e Trinity Systems, parece ter criado a Dokfile quase sozinho. Ele é o único funcionário da empresa com perfil no LinkedIn, onde consta como gerente de projetos de TI da empresa. Forti agora passa a exercer o cargo de líder de desenvolvimento da Qyon. No seu site, a Dokfile afirma ter 1 mil clientes, e fala em cases em clientes como Hyundai Glovis, uma subsidiária da gigante coreana, e Grupo Valverde, além da Skechers, uma marca internacional de calçados. A companhia desenvolveu uma tecnologia de importação automática de documentos fiscais eletrônicos como NF-e, CT-e, NFS-e em secretarias estaduais da fazenda e prefeituras. “Com essa aquisição, os usuários do Qyon XML passam a ter em seu sistema tecnologias originárias da Dokfile, o que permite aos seus clientes evitarem multas, ter maior controle dos impostos, além de detectar notas fiscais falsas”, afirma Forti. Tecnologia fiscal é um dos focos da Qyon, junto com sistema de gestão para micro e pequenas empresas, com entrada em médias em algumas linhas de produtos, voltadas para controle de ponto, segurança no trabalho e obrigações fiscais. A empresa foi fundada por Maurício Frizzarin, empresário que fundou a Folhamatic com 17 anos em 1990 e vendeu a empresa para a gigante inglesa Sage em 32 anos depois por quase R$ 400 milhões. A nova empresa atua em um mercado similar ao que a Folhamatic atua, com um novo produto e planos ambiciosos, que incluem um investimento de R$ 100 milhões no Brasil até 2021. Quando da divulgação da abertura da Qyon, a empresa disse que já estava analisando a compra de “pelo menos” mais três empresas no Brasil e uma na Califórnia. A empresa deve funcionar no modelo de franquias, que já existem em um número “considerável” ao qual devem ser agregados 30 “nos próximos meses”. A meta de chegar 100 está no curto prazo. O diretor comercial da nova empresa é Marco Paulo de Castro, que já havia sido gerente comercial na Folhamatic e era gerente de canais estratégicos dentro da Sage até março.


Maurício Renner

baguete.com.br


Akurat Consultoria Empresarial
Rua Dr. Cesar, 1161 - Conj. 505
Santana- São Paulo - SP

mail: akurat@akurat.com​.br