top of page

Makro está perto de fechar venda de lojas ao Grupo Muffato e deixar o Brasil



Um acordo para a venda de 24 lojas do atacadista Makro, controlado pelo grupo holandês SHV, para o Grupo Muffato pode ser acertado nas próximas semanas, apurou o Valor Econômico. De acordo com o jornal, a transação inclui os pontos de venda, a sede da companhia e o centro de distribuição localizado em Cajamar (SP). A venda, se concluída, marca a entrada do Muffato na capital paulista. O grupo holandês avaliava a transação em torno de R$ 3 bilhões. Fim do Makro no Brasil O desinvestimento das lojas restantes do Makro chega no momento em que o setor de varejo alimentício, em especial o segmento de atacarejo, acirra a competição. Em 2020, o Makro vendeu a maior parte de suas lojas para o Carrefour Brasil (CRFB3). Na ocasião, foram vendidas 29 unidades pelo valor de R$ 1,95 bilhão. O Makro acabou se desfazendo de mais algumas lojas, mantendo na época os 24 pontos de venda que restavam em São Paulo. Acertado o acordo com o Grupo Muffato, o Makro deixará de operar no Brasil. O Makro atua no mercado brasileiro desde 1972, mas também opera em outros três países da América do Sul: Argentina, Colômbia e Venezuela. O Grupo Muffato, potencial comprador das 24 lojas restantes da marca, surgiu na década de 70, no Paraná. Entre suas operações, o Muffato conta com dois atacados, quatro centros de distribuição, postos de combustível, dois e-commerce (Shopfato e Super Muffato), dois shoppings (Total, em Ponta Grossa, e Parque Shopping, em Presidente Prudente), além da TV e Rádio Tarobá. Administrador das bandeiras Supper Muffato e Max Atacadista, esta última voltada ao segmento de atacarejo, Muffato atua em 31 cidades do Paraná e interior de São Paulo.


Publicado em: moneytimes.com.br


11 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page