top of page

Intelbras compra empresa de energia solar Renovigi por R$ 334 milhões



A Intelbras (INTB3) anunciou a compra da empresa catarinense Renovigi Energia Solar, por R$ 334 milhões, sendo a maior aquisição da história da companhia. As ações fecharam a sessão desta quarta-feira, com avanço de 3,50%, a R$ 32,53. A Renovigi faturou R$ 799,48 milhões em 2021 com um lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) de R$ 49,8 milhões. A empresa é uma fabricante de geradores fotovoltaicos fundada em 2012 em Chapecó (SC). “A aquisição trará aos diversos canais de vendas e parceiros da companhia uma grande oportunidade de realização de negócios, ampliando a disponibilidade de produtos ao mercado local e fazendo com que toda a cadeia seja beneficiada. Além disso, a rede de parceiros e instaladores será ampliada de forma acelerada e sinérgica reforçando a cadeia de comercialização de produtos da linha solar”, apontou a companhia em comunicado. Ela ainda destacou que “estas ações fazem parte da estratégia de crescimento sustentável, expansão da capacidade produtiva e comercial (…) da Intelbras. As companhias manterão suas operações comerciais independentes e as sinergias serão captadas nos processos internos de gestão de aquisição, logística e finanças”. O Itaú BBA destaca a transação como positiva. O banco explica que a aquisição é um grande movimento no segmento de energia para a Intelbras, com a empresa adquirindo um grande concorrente que permitirá que ela cresça significativamente sua participação no mercado e oferecer painéis solares para pequenas e médias empresas. Além disso, a valoração é bastante atrativa, com a Intelbras adquirindo a Renovigi com grande desconto devido aos seus múltiplos de valor da firma sobre Ebitda (EV/Ebitda) implícitos e também em comparação com pares internacionais. O banco mantém avaliação outperform (desempenho acima da média do mercado) para Intelbras, e preço-alvo de R$ 36,00, frente a cotação de terça-feira (15) de R$ 31,43, ou um potencial de valorização de 14,5% em relação ao fechamento da véspera. Após a tele da empresa sobre a aquisição, os analistas do BBA reafirmaram sua visão positiva sobre a aquisição da Renovigi. “Saudamos a meta da Intelbras de acelerar o crescimento das empresas combinadas em 2022 para um patamar acima de R$ 2 bilhões no segmento solar, bem como o objetivo claro de retornar a margem Ebitda da Renovigi para um nível histórico próximo a 11%. Reiteramos a Intelbras como uma das top picks em nosso universo de cobertura”, concluíram.


Publicado em: infomoney.com.br


11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page