Hitachi pagará US $ 9,5 bilhões por grupo de software dos EUA


A Hitachi concordou em comprar a GlobalLogic, uma empresa de engenharia de software do Vale do Silício, por US $ 9,5 bilhões em sua maior aquisição, enquanto o grupo industrial japonês busca se tornar uma potência global em serviços digitais.


O negócio vem depois de anos de reforma para fazer a transição do vasto conglomerado japonês em um especialista em TI e infraestrutura, fundindo e vendendo subsidiárias listadas há muito tempo consideradas vacas sagradas.


Como parte da reformulação, a Hitachi concluiu sua aquisição de US$ 6,8 bilhões de uma participação de 80 por cento na divisão de redes de energia da ABB no ano passado, mas a GlobalLogic seria seu primeiro grande negócio em software.


As ações da Hitachi caíram 7,3% na quarta-feira, após relatos da mídia sobre o negócio, que foi anunciado após o fechamento do mercado de Tóquio. Ele avalia o valor da empresa da GlobalLogic em 37 vezes o lucro ajustado previsto para este ano antes de juros, impostos, depreciação e amortização, que alguns investidores podem considerar ricos.


O Canada Pension Plan Investment Board e o fundo de aquisição suíço Partners Group possuem, cada um, 45% da GlobalLogic, que foi fundada em 2000. Com receita anual de US$ 771 milhões no ano passado, sua base de clientes inclui o McDonald's, a fabricante de chips americana Qualcomm e o grupo finlandês de equipamentos de telecomunicações Nokia.


“Esta aquisição visa acelerar a expansão global da Lumada”, disse Toshiaki Higashihara, presidente-executivo da Hitachi, em entrevista coletiva na quarta-feira, referindo-se à própria plataforma de serviços digitais do grupo.


Desde a introdução do código de governança corporativa do Japão em 2015, a Hitachi foi frequentemente identificada como líder entre os gigantes industriais tradicionais do país em termos de esforços para descartar negócios não essenciais e reduzir o número de subsidiárias listadas na Bolsa de Valores de Tóquio.


Após vários anos de vendas agressivas de participação, a Hitachi está perto de se tornar o primeiro dos grandes conglomerados do Japão - um grupo que inclui Mitsubishi, Toshiba, Panasonic e Fujitsu - a vender todas as suas participações em subsidiárias listadas.


A venda de negócios não essenciais por grandes conglomerados japoneses tem sido uma fonte de lucros ricos para grupos de capital privado nacionais e estrangeiros, com a KKR vendo o Japão como sua segunda fonte mais importante de negócios potenciais, depois dos Estados Unidos.


A Hitachi está em negociações para vender sua unidade de metais, um negócio que ajudará a reduzir sua dívida com juros, que aumentará para cerca de US $ 28 bilhões após a aquisição da GlobalLogic. A empresa disse que usaria dinheiro em caixa e empréstimos bancários para financiar o negócio, que está avaliado em US$ 8,5 bilhões, excluindo dívidas.


O negócio se destaca no que banqueiros e advogados em Tóquio dizem ter sido um período cada vez mais desfavorável para negócios de M&A de empresas japonesas. As restrições de viagens criadas pela pandemia Covid-19 limitaram a capacidade de realizar o tipo de due diligence prática que as empresas japonesas insistem para alvos no exterior.


Embora os últimos meses tenham rendido um punhado de negócios de saída multibilionários de alto perfil, como a compra da Dialog pela Renesas Electronics por US$ 6 bilhões , os atuais níveis de atividade de fusões e aquisições das empresas japonesas são muito mais baixos do que os banqueiros esperavam.


“Os negócios que estamos vendo agora são aqueles que foram iniciados muito antes da pandemia. Até certo ponto, esse acúmulo nos manteve ocupados até agora, mas o pipeline parece bastante vazio olhando para o resto do ano”, disse um advogado de Tóquio cujos principais clientes são as grandes corretoras japonesas.


A Hitachi foi assessorada pelo Credit Suisse, enquanto a GlobalLogic foi assessorada pelo Goldman Sachs e JPMorgan.


Publicado em: ppv.datamark.com.br

10 visualizações0 comentário
Akurat Consultoria Empresarial
Rua Dr. Cesar, 1161 - Conj. 505
Santana- São Paulo - SP

mail: akurat@akurat.com​.br