Grupo Transzilli compra Terca Armazéns Gerais e prevê investimentos de R$ 65 milhões


O Grupo Transzilli, operador logístico com transportes e armazenagens de cargas secas, resfriadas, congeladas e de medicamentos, adquiriu recentemente o Terca Armazéns Gerais, centro logístico e industrial aduaneiro (Clia) instalado há 25 anos em Cariacica.


A operação prevê investimentos de, aproximadamente, R$ 65 milhões em dois anos, atração de novas empresas para o Espírito Santo e a abertura de 100 novas vagas de empregos diretos.


Os primeiros investimentos, segundo o CEO do Grupo Transzilli, Osvaldo Zilli, serão para melhorar a infraestrutura – como armazéns e pátios abertos – do Terca, o que deve ser concluídos nos próximos meses.


“A previsão é de que, com esse novo investimento no Terca, novas empresas se instalarão, visto que temos alguns clientes na Transportes e Armazenagens Zilli que atuam em outros estados em nossos armazéns, e que já demonstraram interesse em conhecerem os incentivos fiscais do Espírito Santo. Acredito que faremos um importante movimento na atração de novas empresas para o Estado, gerando emprego e renda”, disse Zilli.


Para o diretor-superintendente do Terca, Sidemar Acosta, a chegada do Grupo reforça a importância do complexo capixaba na logística brasileira e amplia a gama de serviços prestados aos clientes.


A decisão do Grupo Transzilli em investir no Espírito Santo considerou a importância logística do estado, e os investimentos do governo federal em novos modais marítimo e ferroviário.


“Antes a logística estava aproximadamente 80% no transporte rodoviário, e que vem mudando nos últimos anos, principalmente com as privatizações do governo federal. Com essas mudanças, estamos acompanhando as novas tendências de mercado como o projeto da infraestrutura do Governo Federal “BR do Mar”, acreditamos que a logística brasileira vai destravar. Nesse cenário veio a oportunidade de investir no terminal no Espírito Santo”, contou Osvaldo Zilli.


O Terca

O Terca – Zilli Armazéns Gerais é um Centro Logístico e Industrial Aduaneiro. O complexo possui uma área alfandegada, armazém geral, condomínio logístico para desenvolvimento de novos projetos e o Entreposto da Zona Franca de Manaus.


Com mais de 300 colaboradores, o Terca movimentou nos últimos três anos mais de 20 mil contêineres, mais de 72 mil automóveis e mais de 5 mil máquinas. Dos produtos importados, as maiores operações ficam com itens como vinho, gordura vegetal, medicamentos, cosméticos, produtos químicos controlados, automóveis, máquinas, vestuário, matérias prima para as indústrias.


Publicado em: esbrasil.com.br

2 visualizações0 comentário