Fundador anuncia venda da Happy Code e investe em startup de impacto social



Aprender a programar aos 16 anos mudou a vida do empreendedor do segmento de tecnologia e educação, Rodrigo Santos, que inspirado também por esta experiência, criou, em 2015, a Happy Code, plataforma educacional de ciência da computação para crianças e jovens, referência global no ensino de Programação, Maker e Robótica.


Com mais de 500 escolas espalhadas por Brasil, Portugal, Espanha e Angola, 100 mil alunos formados e faturamento que já atingiu os R$ 50 milhões (2019), a Happy Code foi adquirida pela A2GK Investimentos, empresa de Willian Matos, sócio e Pró-Reitor do grupo Unicesumar, um dos dez maiores grupos educacionais privados do país, com mais de 300 mil alunos em seus mais de 700 polos de educação a distância por todo o Brasil, e em três polos internacionais: Dubai (Emirados Árabes), Genebra (Suíça) e Japão. O valor da transação não foi revelado.


A venda foi oficializada no início deste mês. “Despedir-se nunca é uma tarefa fácil. E quando o adeus é para um projeto – a criação da Happy Code – que me conectou aos meus propósitos e me trouxe de volta ao que realmente importa, a despedida é ainda mais impactante. Mas o meu sentimento não é de perda e nem de tristeza. O que sinto é como um pai que leva a sua filha até o altar. Sigo, ainda que de longe, vibrando com cada nova conquista desse projeto que, ao longo de quase seis anos, foi parte inerente da minha história e de minha família”, ressalta Santos.


Criação da Edtex

Em março de 2020, Santos deixa a função de CEO da Happy Code e passa a ser presidente do conselho de administração, assumindo também a área de Inovação da Unicesumar em meio a pandemia, com a missão de identificar oportunidades de inovação que pudessem ser incorporadas pelo grupo educacional.

No período, construiu uma estratégia de inovação alinhada com os objetivos da empresa e lançou o Corporate Venture Capital com foco em investimentos em Startups. Ele encerrou sua jornada como Digital Transformation Advisor em dezembro de 2020 para construir uma nova empresa, a EdTex.

“A EdTex nasce com propósito de transformar negócios e pessoas por meio da inovação, tecnologia e educação. A minha grande experiência no mercado de Startups de educação agora será compartilhada por meio de um programa de mentoria e investimentos em startups de educação”, informa Santos. Ainda segundo Rodrigo Santos, o propósito da EdTex é apoiar financeiramente e dar mentoria às startups de educação.

2 visualizações0 comentário