top of page

Enghouse compra Navita



A Enghouse Systems, uma multinacional canadense especializada em software para contact center, redes e telecomunicações, acaba de fechar a compra da Navita, uma empresa paulista com um longo histórico no setor de telecom. A receita atual da empresa gira em torno de US$ 7,5 milhões, ou cerca de R$ 39 milhões. Nos últimos anos, a Navita vinha atuando como um fornecedor de software na nuvem para gerenciamento de despesas de telecomunicações e dos dispositivos em si, nichos conhecidos no mercado pelas siglas em inglês TEM e EMM. Os produtos são vendidos diretamente para grandes empresas e indiretamente, por meio de alguns dos principais provedores de telecomunicações e fabricantes de hardware no Brasil para seus clientes empresariais e agências governamentais. A empresa foi fundada pelos empreendedores Roberto Dariva e Fabio Nunes, em janeiro de 2003, inicialmente fornecendo um software para gerenciamento de conteúdo, que depois evoluiu para criação de portais na internet. “Fundamos a empresa há 20 anos, quando o mercado era outro. Continuamos inovando sempre, pois senão a Navita já nem existiria mais se não tivéssemos essa visão. Agora a Navita está bem consolidada no Brasil, com uma marca forte. E do outro lado vimos a Enghouse querendo fortalecer sua presença no Brasil”, afirma Nunes. “Foi a união perfeita”, completa Dariva. Agora a Enghouse Systems assume a totalidade das ações, pagando o investimento dos fundos e o capital ainda nas mãos dos fundadores, que já não estavam envolvidos na operação direta. A Enghouse Systems é uma empresa grande no seu nicho de atuação, com uma receita de 427 milhões de dólares canadenses no seu último ano fiscal (algo como R$ 1,6 bilhão), uma queda de 9% frente aos resultados de 2021.

10 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page