Empresário Janguiê Diniz adquire 25% da Bossanova Investimentos

Fundador do grupo Ser Educacional abocanha um quarto da Bossanova e enxerga espaço para IPO no futuro


O empresário Janguiê Diniz, conhecido por sua vasta atuação no ramo da educação brasileira, adquiriu 25% da Bossanova Investimentos, um micro venture capital que investe em startups em estágio pré-seed. O valor da transação não foi revelado. Dono do family office Epitychia e fundador do grupo Ser Educacional, o empreendedor assume o cargo de vice-presidente do conselho da companhia, enquanto seu filho, Thales Janguiê, entra como diretor de novos negócios da Bossanova. As negociações começaram em dezembro e o contrato foi assinado no último fim de semana. “Eles estavam atrás de um parceiro que pudesse aportar não apenas recursos mas smart money, almejando chegar a um IPO no futuro”, disse Diniz, em entrevista a VEJA. “O nosso objetivo é ajudar no conselho e na diretoria, fazendo com que a empresa cresça e se consolide como uma das maiores investidoras de startups na América Latina.” Criada em 2015 por meio da união do portfólio dos investidores-anjos João Kepler e Pierre Schurmann, a Bossanova Investimentos tem expandido com a ajuda de novos sócios. Em 2017, anunciou a chegada do Grupo BMG. Em 2019, o empresário Thiago Oliveira e o Grupo Primo, liderado pelo investidor e youtuber Thiago Nigro, entraram no negócio. Hoje, no portfólio da Bossanova constam mais de 550 startups como RankMyApp, Smarthint, Kinvo, Hand Talk e Hallo.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo