top of page

De turnaround a growth: Valid acelera geração de caixa


Ivan Murias, da Valid: "Temos nova tese de crescimento sólido, expansão das margens e do lucro" — Foto: Divulgação

Com o balanço do primeiro trimestre, a Valid quer provar que o turnaround enfim acabou e mudar a narrativa, posicionando-se com uma empresa de crescimento. A IDtech reverteu o prejuízo do primeiro trimestre do ano passado, de R$ 18 milhões, para lucro líquido de R$ 65 milhões, o que vai viabilizar a distribuição de R$ 14 milhões em dividendos - equivalente a 70% do volume total do ano passado. O índice de alavancagem, que chegou a 3,2 vezes no fim de 2020, caiu a 0,6 vez no primeiro trimestre deste ano, o menor da história, com uma diminuição de 45% do nível de endividamento em um ano, para R$ 321 milhões, e uma queda de 44,7% das despesas financeiras. Com menos juros a pagar, o Ebitda da companhia somou R$ 149 milhões no trimestre, alta de 51% na comparação anual, e a margem saltou de 22,1% para 28,2%. "Estamos deixando de ser uma história de turnaround para nos tornarmos uma tese de crescimento sólido, de aumento de receita, expansão de margem e de lucro”, disse Ivan Murias, CEO da Valid, ao Pipeline. A receita líquida aumentou 10%, impulsionada principalmente pela vertical de pagamentos - nessa conta, há um salto de 77% na operação argentina, mercado que tem distorcido resultado de companhias como Mercado Livre. A Valid tem fábrica de cartões no país e tem atuado como fornecedora para o mercado local. Apesar disso, o CEO reconhece que o registro do faturamento pelo câmbio oficial cause uma distorção que é comum a todo o setor e merece discussão. As soluções de biometria do grupo também contribuíram para o crescimento. A emissão de documentos teve uma das maiores volumetrias já registradas pela companhia, com 26% de aumento na comparação anual, atingindo 7,3 milhões no trimestre. A Valid detém atualmente um market share de 80% na emissão de CNH e de 60% em produção de RG. As ações da companhia mostram recuperação. Hoje, subiram 4,6% e acumulam alta de 30,4% em 12 meses.



12 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page