Constellation compra Escriba

A paranaense é especializada em sistemas para a gestão de cartórios extrajudiciais.


O grupo canadense Constellation Software anunciou a aquisição de 100% da Escriba, empresa paranaense de software especializada em sistemas para a área notarial e registral.

O valor e os termos da transação não foram revelados pela companhia. Fundada em 1990, a Escriba desenvolve sistemas para a gestão de cartórios extrajudiciais, tabelionato de notas, tabelionato de protestos, ofício de registro de imóveis, ofício de registro de títulos e documentos e das pessoas jurídicas e ofício de registro civil das pessoas naturais.

Com mais de 10 mil usuários, atua em 270 cidades de 20 estados brasileiros, além do Distrito Federal.

A empresa tem matriz em Curitiba e unidades em Santa Catarina, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Amazonas e Bahia.

Com a venda, o corpo diretivo da Escriba segue à frente da gestão operacional, com Miguel Rocha Junior como CEO, Joelson Sel como diretor de relações institucionais e Leonel Danczuk no cargo de diretor de inovação.

A companhia também vai manter seu time de colaboradores, seu catálogo de produtos e sua operação em todo o território nacional, assim como sua marca e cultura empresarial.

A Vela Software Latin América, braço da Constellation que fechou a aquisição, oferecerá expertise em software de mercado vertical, suporte operacional e capital para auxiliar no crescimento estratégico da Escriba.


"A aquisição da Escriba confirma nossos planos de continuar investindo no Brasil e na América Latina. Um nome forte como o da Escriba abre a vertical de softwares para cartórios e nos coloca em uma posição para realizar novas aquisições nesse segmento", explica Paulo Felipe Martins, CEO da Vela.

A paranaense, por sua vez, passa a contar com expertise de uma federação de 600 empresas presentes nos cinco continentes, que investe em mais de 100 países. Fundada em 1995, a Constellation em si tem sido discreta sobre esse tipo de operação, que geralmente é divulgada por iniciativa das empresas adquiridas no Brasil.

Segundo a Kurier, companhia pernambucana de software jurídico adquirida pelo grupo em 2020, os canadenses já compraram oito empresas no Brasil, mas a reportagem do Baguete só tem notícia de duas operações além da própria Kurier.

A primeira é a Aurum, desenvolvedora dos softwares jurídicos Astrea e Themis, e a segunda é a Apdata, empresa de soluções de gestão de recursos humanos com operações em São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro e Orlando.

Com receita anual na casa dos US$ 3,1 bilhões, a estratégia da Constellation é fazer aquisições em séries de empresas menores focadas em nichos específicos.

A maioria das compras da empresa fica na faixa dos US$ 5 milhões, ainda que ela tenha dado grandes tacadas como a aquisição da Acceo Solutions por US$ 250 milhões em 2018.


Publicado em: www.baguete.com.br

3 visualizações0 comentário