BRQ faz aquisição para ampliar know how em Salesforce



A BRQ Digital Solutions, uma das maiores empresas de serviços de TI do Brasil, acaba de anunciar a aquisição da Top Information (TOPi), uma das principais parceiras da Salesforce no país. O valor e os termos da transação não foram revelados pela companhia. Fundada em 2009, a TOPi tem sede em São Paulo e é parceira nível platinum da plataforma de CRM. Além do Brasil, a empresa tem unidades na Inglaterra e em Portugal, atendendo também mercados como Estados Unidos, Reino Unido, África do Sul, Colômbia e Argentina. A companhia conta com 150 profissionais e mais de 200 clientes ao redor do mundo, entre eles Itaú, Tim, Raízen, Rede, Saint-Gobain, O Boticário, Heineken, Nextel e Renault. Segundo Antonio Rodrigues, Chief Investor Relations Officer da BRQ, a nova aquisição cria escala para despontar em novos mercados estratégicos e impulsionar o crescimento da empresa com solidez. “Nossa expertise em tecnologias como inteligência artificial, cloud e advanced analytics, conectadas ao know-how da TOPi em Salesforce, vão elevar a experiência do consumidor e ajudar nossos clientes a ter a melhor gestão de relacionamento”, afirma Rodrigues. Já para Wendel Lemos, CEO e fundador da TOPi, o movimento representa a criação de uma estrutura robusta de oferta de serviços de soluções Salesforce para clientes atuais e futuros. “Como parte da BRQ, potencializamos nosso compromisso de elevarmos empresas ao sucesso com estratégias inovadoras, tecnologias de ponta e know-how de mais de uma década para gerar valor de negócio”, afirma Lemos. A TOPi é a terceira aquisição recente da BRQ. Em agosto, a companhia anunciou a compra de outras duas paulistas: a BMSIX, uma parceira Google Cloud, e a Livetouch, especializada em tecnologia mobile Android e iOS. Há 28 anos no mercado, a BRQ Digital Solutions possui cerca de 3 mil funcionários atuando no modelo de trabalho anywhere office em seis unidades, sendo cinco no Brasil e uma em Nova York. Entre os seus clientes, estão empresas como Walmart, Itaú, B3, Volvo, Telefônica e Ambev. A companhia fechou 2020 com uma receita líquida de R$ 513,7 milhões, representando um crescimento de 22,9% em relação ao ano anterior e quer manter este avanço anual de dois dígitos.


Publicado em: baguete.com.br


17 visualizações0 comentário