Audi, do Grupo Volkswagen, comprou a McLaren, afirma site de notícias britânico



O Grupo Volkswagen leva mais uma. A lendária montadora britânica de supercarros McLaren agora é propriedade da Audi. Com ela, vai também o time de Fórmula 1. A notícia havia sido primeiro divulgada como um rumor da indústria pelo site de notícias alemão Automobilwoche, que ainda hoje discutia uma disputa pela marca. Após isso, a Audi chegou a negar a compra. Agora, outro meio respeitável da indústria, o britânico Autocar, cravou com todas as letras: uma fonte dentro da McLaren confirma que a Audi comprou, de fato, a empresa. Ainda segundo a Autocar, a McLaren disse que não haverá mudanças na direção, enquanto a Audi se recusou a comentar. Audi, McLaren e Fórmula 1 da Volkswagen A McLaren andava mal das pernas, necessitando refinanciar £ 500 mi (R$ 3,6 bi) em dívidas. Mês passado, o CEO Mike Flewitt pediu demissão após oito anos na direção – não sendo claro se isso tem alguma relação com a compra. Com a compra, a Audi se torna dona de duas supermarcas: Lanborghini, que controla desde 1998, e McLaren. O grupo Volkswagen como um todo já acumula cinco: além dessas duas, também é dono da Bugatti, Bentley e Porsche. A VW tem por estratégia o controle total: todas essas marcas, sem exceção, são com 100% das ações, e provavelmente é o caso também da McLaren. A incorporação abre caminhos para troca de tecnologia entre as subsidiárias do grupo. A McLaren tinha um programa de eletrificação para supercarros, o que pode ser útil para a Lamborghini, ainda usando motores a combustão (salvo uma brincadeira retrô com o Countach). Mas a motivação mais fote apontada pelos insiders é que o Grupo Volkswagen quer mesmo um time de Fórmula 1 para chamar de seu.


Publicado em: br.noticias.yahoo.com


8 visualizações0 comentário