Asper adquire novas empresas e mira em setor privado


A Asper, integradora de tecnologias baseada em Brasília, adquiriu duas empresas com o intuito de expandir a atuação no setor privado. Com a consolidação das operações das companhias adquiridas, Aspectu (SC) e VisionSet (RJ e América do Sul), a carteira de clientes saltou para mais de 30 contas atendidas, com importantes contratos públicos e privados nos segmentos judiciário, de saúde, financeiro e de seguros. A previsão é que o faturamento chegue a R$ 150 milhões em 2021, após a incorporação. As companhias passarão a atuar com a marca Asper. Os valores das aquisições não foram divulgados.


Um levantamento da consultoria IDC (International Data Corporation) mostra que gastos com infraestrutura e plataformas de nuvem no país devem atingir US$ 3 bilhões até dezembro de 2021, uma evolução de 46,5% em relação a 2020. Isso porque o aumento dos marketplaces, as exigências da Lei Geral de Proteção de Dados e novas tecnologias de pagamento, como o PIX e o WhatsApp Pay, estão exigindo soluções do mercado.


“A tendência da migração dos serviços prestados pelas empresas e governo para plataformas digitais é uma realidade. A pandemia acelerou diversos planejamentos que aconteceriam ao longo dos próximos anos. É necessário que as integradoras de TI estejam aptas a apoiar seus clientes nesse processo de transformação digital, com ofertas robustas e de rápida implementação. A Asper está preparada para isso. A aquisição das duas novas empresas, somadas à nossa expertise anterior, nos permite ter uma abordagem completa junto ao mercado, sejam empresas públicas ou privadas, com ofertas que vão desde cyber security à observabilidade e analytics.”, explica Arthur Gonçalves, CEO da Asper.


Atualmente, a Asper representa no país mais de 20 tecnologias, presentes no ranking do mais qualificado instituto mundial de pesquisas do setor, o Gartner. Além disso, tem grande foco na prestação de serviços continuados. “O mercado não tem mais interesse em integradoras que façam apenas o papel de revenda de software e hardware. Por isso, nosso foco é na prestação de serviços de alto valor agregado, que realmente apoiem nossos clientes a atingirem resultados maduros e ter retorno sobre seus investimentos.”, acrescenta João Saud, CFO e membro do conselho da Asper.


Publicado em: startupi.com.br

1 visualização0 comentário