Após Nike, dono da Centauro compra NWB

Rede de canais digitais líder de mercado e referência no vertical de esportes é dona de gigantes como Acelerados e Desimpedidos





A NWB, rede de canais digitais líder de mercado e referência no vertical de esportes e dona de gigantes como Acelerados e Desimpedidos, foi vendida para o Grupo SBF, dono da marca Centauro.


De acordo com a empresa, a negociação será de R$ 60 milhões para a aquisição da NWB e de todos os seus ativos, que incluem os canais Desimpedidos, Acelerados, Fatality e Falcão 12, além de 80 afiliados. A SBF recentemente comprou por R$ 1 bilhão a operação da Nike no Brasil.


Segundo o SBF, a transação dará acesso a “novas expertises que vão aprofundar a relação do grupo e suas empresas com toda a audiência do esporte, com potencial para gerar valor através da ampliação do tráfego orgânico, da promoção das marcas do grupo nos canais NWB, do crescimento da audiência nos canais do grupo NWB e do aumento da conversão, por meio de engajamento e recorrência”. Com a aliança, espera-se que o grupo chegue a cidades menores, construa uma relação mais próxima com a audiência que é fã de futebol e desenvolva soluções para quem pratica esporte.


“Somos especialistas em esporte e para servir a esse público precisamos entendê-lo melhor. A NWB traz uma máquina de aquisição de audiência, com alcance enorme, capacidade de produzir conteúdo, de gerar uma relação muito próxima com esse público e de ter dados incríveis sobre esses consumidores antes da compra”, disse o presidente do Grupo SBF Pedro Zemel, em entrevista à EXAME.


Atualmente, os canais da NWB somam mais de 81 milhões de seguidores no Instagram e 73 milhões de inscritos no Youtube. Desde que iniciou sua operação, em 2013, a rede acumula mais de 10 bilhões de views em seus canais na plataforma de vídeo.


Por meio dos quatro canais-âncora e de seus afiliados, o NWB lança, em média, 150 vídeos por semana, gerando mais de 1.9 bilhão de visualizações por ano. Após a aprovação da transação pelo CADE e o fechamento da operação, Rafael Grostein, CEO da NWB, permanecerá na liderança da operação.


A iniciativa é mais um passo do SBF na disputa pelo varejo esportivo. Há dois anos, a empresa perdeu a concorrência com o Magazine Luiza pela compra da Netshoes. Desde então, o grupo anunciou a compra da operação da Nike no Brasil e, agora, da NWB.


A SBF não é a única varejista do país a ingressar na área de conteúdo. No início de agosto, o Magalu anunciou a aquisição do Canaltech, site de conteúdo de tecnologia.


Publicado em: www.mktesportivo.com

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo