Aevo recebe aporte da KPTL



A Aevo, startup de Vitória especializada em gestão de inovação, recebeu um aporte que pode chegar a R$ 4,2 milhões com recursos do Fundo Criatec 3, criado pelo BNDES e gerido pela KPTL. Criada em 2007, a empresa foi fundada por Luís Felipe Carvalho, CEO da Aevo, e Rodrigo Dal Moro, hoje CEO da IndustriALL, plataforma voltada à tomada de decisão para indústrias. Na época, os dois trabalhavam na empresa Acropolis TI — o primeiro como analista de sistemas e o segundo como project manager. No início, a Aevo nasceu como uma empresa de desenvolvimento de software e pivotou entre 2016 e 2017, quando consolidou o produto Aevo Innovate, software de gestão voltado à inovação empresarial. Neste período, Carlos Arruda, professor de inovação da Fundação Dom Cabral, tornou-se conselheiro da empresa e inseriu-a no Centro de Referência de Inovação (CRI), onde os líderes da startup puderam se aprofundar no entendimento das principais dores e no processo de inovação de companhias como Embraer, Vale e Votorantim. No fim de 2017, a Aevo conquistou os primeiros seis clientes do produto Innovate e, ao longo de 2018, deu início à formação do time comercial e avançou no aprimoramento tecnológico da solução, alcançando 27 clientes. A tração da companhia veio com um demanda crescente pela plataforma, que aumentou três vezes em 2019. A ferramenta, que é embasada no incentivo à participação de todas as áreas das empresas no processo, suporta uma abordagem que pode ser subdividida em três partes: programas de ideias e intra empreendedorismo, inovação aberta com startups e gestão de projetos de inovação. “Uma empresa dificilmente rodaria o seu processo de gestão financeira sem um bom sistema de planejamento e gestão. Analogamente, o Aevo Innovate é o software para organizar as atividades de inovação”, explica Luís Felipe Carvalho, CEO da Aevo. No portfólio de clientes, a Aevo já conta com companhias como Alstom, AmBev, Arcelor Mittal, BIC, CPFL Energia, CCR, MRV&CO, Senac e SulAmérica. A companhia tem como principal estratégia comercial buscar clientes com mais de 100 funcionários com foco em inovação no Brasil e na América Latina, um mercado potencial de aproximadamente 43 mil empresas no país e de 500 mil na AL. Com o novo investimento, além de aprimorar a tecnologia, a Aevo deve investir em marketing e em alguns passos de internacionalização, ampliando cada vez mais os mercados americano e europeu, além de estimular soluções de inteligência artificial junto a startups. "A AEVO consegue implementar um processo de inovação real, efetivo, nas organizações. A inovação não é só a grande ideia, mas a implementação, comunicação. O processo de inovação sempre esteve próximo da gente, por isso reconhecemos o valor da Aevo", destaca Eduardo Sperling, head do Fundo Criatec 3 na KPTL. A KPTL é uma gestora de Venture Capital com ativos na ordem de R$ 1,2 bilhão e 49 empresas investidas. Sediada em São Paulo, a empresa tem seis escritórios espalhados pelo Brasil e um em Los Angeles, nos Estados Unidos. Fundada a partir da fusão entre a Inseed Investimentos e a A5 Capital Partners, a empresa é gestora do Fundo Criatec 3, criado pelo BNDES em 2016. Com atuação nacional, o Criatec 3 conta com mais 10 cotistas além do BNDES e já fez mais de 20 investimentos em startups de diversos setores como agronegócio, energia, mídia, varejo e tecnologia da informação.

Por Luana Rosales

Publicado em baguete.com.br

Akurat Consultoria Empresarial
Rua Dr. Cesar, 1161 - Conj. 505
Santana- São Paulo - SP

mail: akurat@akurat.com​.br