Accenture planeja mais cinco aquisições no país



Objetivo das compras é reforçar a oferta de serviços voltados à transformação digital dos clientes.


O comando da Accenture estima fechar o período de setembro de 2020 a agosto de 2021 com o equivalente a US$ 4 bilhões em aquisições realizadas globalmente.


No Brasil, a companhia especializada em consultoria e serviços digitais comprou três empresas nos últimos 12 meses. Leonardo Framil, executivo-chefe da Accenture do Brasil, afirma que deverá comprar no mercado local mais uma empresa até o fim deste ano e outras quatro ou cinco em 2022.


Foram adquiridas no Brasil a Organize Cloud Labs, especializada em serviços na nuvem; Real Protect, de serviços de segurança cibernética; e Pollux, de sistemas de automação robótica e industrial. Outras duas compras feitas no exterior tinham operações no Brasil.


Ao todo, a Accenture fez cinco integrações no país. O processo envolveu mil pessoas em áreas muito demandadas em relação à pandemia de covid-19 e aceleração digital ligada a serviços de computação em nuvem, segurança cibernética, comércio eletrônico e indústria 4.0, diz Framil.


No acumulado dos últimos dois anos, foram 65 aquisições no mundo, com investimentos próximos a US$ 1,2 bilhão em 2019 e US$ 1,5 bilhão em 2020.


Publicado em: fusoesaquisicoes.com

15 visualizações0 comentário